sexta-feira, 31 de maio de 2013

E o povo chega-se à frente!


Será um "reforço" em que os do costume voltam a contribuir significantemente para tapar os buracos dos swaps, resultantes das "negociatas" dos outros chicos-espertos do costume. Vamos ver quantos orçamentos rectificativos teremos só por causa destas "despesas excepcionais".

[info: Público]

à sexta é com brinde!


Tiffany Taylor

Em meditação...

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Investiguem, investiguem, investiguem!


(capa do Diário de Notícias - 30/05/2013)

Ponham o Gabinete de Luta Anti-fraude da União Europeia a investigar a pente fino o destino dos nove milhões diários (durante 25 anos) que Portugal recebeu relativo a verbas comunitárias. Verifiquem se o dinheiro foi todo investido correctamente!

A evolução do conflito na Síria...


Mais do que um conflito entre Sírios, uma guerra entre os Estados Unidos da América (apoiados pela Europa) contra a Rússia.

[info: Público]

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Fairy tails do quotidiano político

Vítor Gaspar, o supra-sumo da finança, o homem que sonha com um cargo no Goldman Sachs, derrama as culpas da sua suposta incompetência na negociação do primeiro memorando com a troika no anterior Governo. O PS, por seu lado, acusa Gaspar de querer arranjar um "bode expiatório" para camuflar a sua suposta incompetência.
E é assim, são os episódios do nosso quotidiano político, em que ninguém, de parte a parte, assume responsabilidades no naufrágio desta nação. Se fossemos uma nação valente, já tínhamos corrido com esta cambada de incompetentes e de oportunistas que disputam entre si o título do menos mau.
Já estou como o outro: Valia mais termos optado pelo PEC IV.

[info: Público]

terça-feira, 28 de maio de 2013

Se... (a indefinição em torno de Jorge Jesus)


Há apenas dois cenários possíveis para o SL Benfica em relação ao seu treinador: Ou sai ou fica! Se Jesus sair, o clube precisa de uma velha raposa do futebol internacional (ex: Fatih Terim, Guus Hiddink) com créditos firmados e sem nada para provar, para que o novo treinador não sinta os resíduos da pressão que já fica desta época para a próxima. O Benfica não pode contratar algum dos treinadores portugueses desta nova vaga que emerge no panorama nacional. Viriam debaixo de uma pressão enorme, o que iria condicionar e limitar as suas acções. Estariam pouco à vontade e pouco ambientados com a enormidade do clube e com a pressão constante em seu redor.
Se Jesus ficar (uma decisão que Vieira terá de assumir a responsabilidade e terá de responder mais tarde se as coisas não correrem como se espera que corram) já parte em  desvantagem e condicionado também devido à pressão ao seu redor. Se a coisas começarem a correr mal logo de início, o SL Benfica terá de despedir e indemnizar Jorge Jesus, para além de arranjar uma enorme dor de cabeça que é tentar contratar um treinador com currículo com a época em curso. Aí, perfila-se uma boa desculpa para se dizer que se tratou de um ano de ambientação a novas mentalidades e novos métodos de trabalho. Uma espécie de ano zero em que mais uma vez nada se conquistou... A direcção do SL Benfica tem de reflectir muito bem e decidir ainda melhor.
No capítulo de contratações, o clube deve dar prioridade aos jovens da equipa B, que têm qualidade. Não vivemos em tempos para se desbaratar dinheiro em estrangeiros que suscitam dúvidas quanto à sua qualidade. Há que apostar na prospecção, mas no mercado interno.
Mas isto são tudo especulações e um universo de hipóteses. O futuro e a grandeza do SL Benfica, estão, neste momento, nas mãos de Luís Filipe Vieira (que foi eleito presidente pelos sócios benfiquistas) e na SAD.

Situações que encardem o bom nome da política

Mário Soares, de quando em vez, manda umas bocas e lança uns enigmas para a malta decifrar. O que é certo, é que este senhor mantém a sua Fundação e um lugar reservado no estacionamento da Assembleia da República. O que é certo, é que este senhor também tem ou teve tomates com alguma coisa pendurada para se puxar... Soares já se devia ter afastado de actividades circenses conectadas com a política. Podia juntar-se a Cavaco Silva e irem para uma residência de idosos e acabarem lá os dias, sem incomodarem ninguém. Deviam ambos preocuparem-se somente com o espectro da senilidade.
O que é que Soares sabe acerca da chantagem, que hipoteticamente, o Governo está a fazer com Paulo Portas sobre o caso dos submarinos?
O que é que o Governo sabe, que nós não saibamos, para usar como instrumento de chantagem sobre Portas, acerca dos submarinos?... Clarifiquem-nos!

[info: Público]

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Da deselegância à badalhoquice


Há poucas horas atrás Vítor Gaspar mostrava-se ofendido com a deselegância do atrevimento ou ousadia de um jornalista português que questionou o presidente do Eurogrupo sobre o ajustamento do défice português do próximo ano. O ministro sentiu a sua presença minimizada, sentiu-se humilhado e pequenino, classificando a intervenção do jornalista de "deselegante".
"Deselegante" é o que este Governo, pela mão de Gaspar, anda a fazer aos portugueses. A roubar os velhos, a matar as perspectivas de futuro dos mais jovens, a arrasar este País. Não é "deselegante". É badalhoco! Badalhoco, sr. ministro!
O prémio Nobel da Economia, Paul Krugman, avisa que os sacrifícios que os portugueses têm feito são "inaceitáveis" e um "pesadelo", e que poderão redundar em nada.

[info: Público]

Big brother is watching you!


Vão tomar no cu!

[info: Público]

Procuram-se soluções alternativas!


Qualquer dia estou como o Pinto da Costa: Tenho de arranjar uma solução alternativa à EDP. 

[info: Público]

memento

"O sinal mais vivo da servidão é o medo de viver."  Stig Dagerman

domingo, 26 de maio de 2013

Não há duas sem três


Tacuara Cardozo talvez tente empurrar Jesus para fora do Benfica

Taça de Portugal, a festa do futebol no Estádio Nacional. Muita gente... até o "palhaço" marcou presença, entre outros bobos semelhantes, de alguns quadrantes cá do burgo. O SL Benfica reforçou a sua posição de segundo (o primeiro dos últimos) em todas as competições em que tinha aspirações de conquista. Algo tem de ser repensado e muito bem repensado, perceber esta falta de atitude. Depois da final da Liga Europa, defendi a continuidade do treinador Jorge Jesus, agora, não sei o que dizer acerca disso. Neste momento, o mais importante é recuperar os jogadores do Benfica que fizeram uma época brilhante, tiveram a oportunidade de conquistar vários troféus, mas esta mesma época termina de forma frustrante sem nada conquistado. As competições acabaram, e a imprensa desportiva já dá este e aquele como contratado pelo SL Benfica (agora, parece que descobriram uma "mina" na Sérvia). Não digo que o clube não precise de jogadores. Na minha opinião, apenas precisa de renovar a defesa: desde o guarda-redes aos laterais, passando pelos centrais. Apenas isto. O Benfica não precisa de (nem pode) entrar em loucuras financeiras e comprar dois plantéis inteiros, como tem sido do seu apanágio! Quanto a Jorge Jesus, esteve quase a conquistar o céu ficando apenas a uma medida de um danoninho, agora desce ao inferno: Não é o único responsável (os jogadores também o são) mas é o grande responsável pela época frustrante, por várias más opções que tomou, por erros que teimosamente não quis corrigir, por ser medroso e não gostar de arriscar. Terá de responder por "zero" de conquistas este ano. Parabéns ao Vitória de Guimarães. Fico feliz pelos vimaranenses, pois merecem!

[info: Público]


nota do autor: Habitualmente não escrevo aos Domingos, hoje, mais uma vez, abri uma excepção ao publicar este post extra.

sábado, 25 de maio de 2013

Crónicas femininas


Lydia Davis, autora de contos, The Man Booker International Prize 2013, acaba de lançar em Portugal através da Ulisseia/Babel o livro de crónicas Break It Down (Demolição) com alguma inspiração no seu divórcio com o também escritor Paul Auster. A crítica diz que Demolição é isso mesmo: um arraso acutilante e poderoso ao género masculino. Reservado a feministas... Macho não entra (a não ser para escrever o prefácio)!

Olhó consenso!


Moita Flores, candidato independente social-democrata (alguém me explica o que isto significa?) já faz campanha para as autárquicas, por Oeiras. Acho curioso este tipo de mobilidade. Moita Flores esteve à frente de Santarém, agora quer ir para Oeiras... é bonito, apesar de... estonteante! E não deixam de ser ziguezagueantes as jornadas burlescas que certos candidatos empreendem entre a independência e a dependência, ou afecto partidário.
O candidato independente social-democrata a Oeiras atirou-se a Paulo Portas comparando-o a Paulo Futre. Talvez por ser independente, Moita Flores não esteja tão preocupado com a união e o consenso da coligação que governa este País. Está à vontade para criticar e comparar. Mas atenção, cuidado com as comparações! A última vez que se fez uma comparação em público, a Procuradoria Geral da República entrou em acção.

[info: Público]

a preto-e-branco


chegadas & partidas, destinos cruzados

[© fotografia: carlos - Abril 2013, c/ filtro Instagram]




sexta-feira, 24 de maio de 2013

Cavaco, ouve a voz do povo!


Miguel Sousa Tavares despensa apresentações, e os seus livros também. O jornalista teve um desabafo numa entrevista a um jornal onde chamou "palhaço" a Cavaco Silva. Sousa Tavares apenas teve uma intervenção divina dando voz a uma grande parte do povo que pensa o mesmo sobre o PR e não tem oportunidade de o exprimir. Cavaco devia ter coluna vertebral e demitir o Governo. Depois, ele próprio também devia abandonar o cargo, e acabar de vez com a "palhaçada" que têm sido os seus dois mandatos. Mas não, o passo seguinte é processar o jornalista... Siga o circo! 
Mas não deixa de ser curioso o timing das declarações "ofensivas" de MST. Um dia após ser posto à venda o seu último romance, Madrugada Suja. São sem dúvida uma boa rampa de promoção, apesar da coincidência.

[info: Público]

Quem diz a verdade não merece castigo


(capa do Jornal de Negócios - 24/05/2013)

Um round pelas primeiras páginas dos jornais e... deparo-me com este uppercut de Miguel Sousa Tavares a Cavaco Silva, seguido de um directo que depois é sustentado por um cruzado... Knockout! Uííí, que até a mim me doeu!

[info: Público]

à sexta é com brinde!


Cintia Dicker

A temperatura volta a subir...


quinta-feira, 23 de maio de 2013

Falso moralismo


Carlos Moedas fala de boca cheia de falso moralismo e retórica da treta para estrangeiro ouvir, sem sequer ter a mais pequena ideia do que é enfrentar os "choques". Os "choques" são sempre os mesmos a enfrentá-los. Não referiu certamente que, durante o cavaquistão, foi construído um imenso reino de betão. Um artista, este Moedas!

[info: Público]

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Em nome do pai

Até há poucas semanas, apesar de tudo, defendia a continuidade deste Governo, apenas pelo facto de que pessoalmente não vislumbro uma alternativa credível para governar Portugal. Mas agora, quando parece que a única pessoa que segura a continuidade deste Governo bicéfalo e em desunião profunda, é o Presidente Cavaco, vá-se lá saber por que estranhas razões, quando todos nós percebemos que o Executivo está completamente perdido e a colapsar, e ainda, se até o progenitor de Passos Coelho apela ao filho para que este se demita, apelo também eu a Passos Coelho que siga o conselho do pai. O resto, depois se verá...

[info: Público]

terça-feira, 21 de maio de 2013

Esperemos para ver...


Parafraseando uma figura pública ligada ao desporto que, entre muitas "piruetas" que deu na vida, celebrizou a seguinte frase: O que hoje é verdade amanhã é mentira. Vamos esperar para ver... Contudo, sabemos de antemão que este Governo, num todo, mente. Portanto, as palavras de Nuno Crato, em relação à mobilidade dos professores, o vento encarregar-se-à de as levar!

[info: Público]

Ray Manzarek


Ray Manzarek

Músico

(1939-2013)

[fonte: Wikipédia]

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Repugnante!

Sem qualquer laivo de ressaibo da minha parte pelas suas tendências clubísticas, mas creio que o retratamento a posteriori de Carlos Abreu Amorim, a propósito de bocas que mandou numa rede social acerca dos adeptos do Benfica, é insignificante e em vão, pois à parte do fervor clubístico, como já disse, ninguém lhe vai perdoar dois febris e delirantes deslizes seguidos. As desculpas evitam-se. Um político, ou uma figura pública, não deve nunca ter uma explosão emocional deste calibre fracturante em público, ou muito menos expô-lo numa rede social. O que é que Carlos Abreu Amorim, O Grande Dragão, deve fazer perante a desgraça que desceu sobre ele? Talvez começar a repensar a sua vidinha, que isto da política não está de feição. Os políticos já nos faltam ao respeito de todas as maneiras e feitios, então quando dão o flanco e se põem a jeito desta forma, é meio caminho para que nós também não os respeitemos. E espero que a sua boçalidade não desencadeie um conflito diplomático, pois os magrebinos genuínos também se podem sentir ofendidos. Esqueça Gaia, esqueça a vice-presidência do PSD, que com delírios emocionais destes não vai longe, Carlos.

ass: um magrebino homónimo.

[info: Público]

Conselho de Futurólogos


Será uma reunião inspirada em intervenção divina, onde todos rezarão de joelhos e de olhos vendados, para não olharem para o presente (a crise política e a frouxa e insignificante magistratura de influência do PR) mas sim para um futuro demasiado longínquo! Cavaco esqueceu-se foi de convocar uns experts em matéria de futuro.

[info: Público]

memento

"Da mesma forma que a religião não pode viver sem a morte, também o capitalismo não só vive da pobreza como a multiplica."  José Saramago

domingo, 19 de maio de 2013

Sujinho, sujinho, sujinho!


Não sei onde é que o árbitro do Paços de Ferreira-FC Porto tinha a cabeça quando assinalou uma falta para grande penalidade a favor dos azuis-e-brancos, quando James tropeçou no seu próprio pé ainda antes da linha da grande área para ir aterrar dentro da mesma. Para agravar ainda mais a sua actuação, o árbitro mostrou um vermelho directo a um jogador que nem tocou no colombiano do FC Porto. Não sei se foram efeitos diuréticos de alguma "fruta" que Hugo Miguel possa ter comido, o que é certo é que este árbitro borrou completamente a sua actuação ao ter tomado a decisão de marcar penalti e de ter expulso o jogador do Paços. Para além de entregar logo de bandeja o campeonato ao Porto, Hugo Miguel condicionou toda a estratégia dos castores. Agora, gostava de ouvir o que é que Vítor Pereira (que ganha dois campeonatos sem saber ler nem escrever) tem a dizer sobre tal lance que sentenciou a partida. Não exagero se disser que uma boa parte dos campeonatos conquistados pelo FC Porto têm sido com este tipo de ajudas. Mais um que foi sujinho, sujinho, sujinho! Põe sujinho nisso.

[info: Público]

nota do autor: Habitualmente não escrevo aos Domingos, hoje, excepcionalmente, publico este post extra.


sábado, 18 de maio de 2013

Vou adoptar esta senhora!


O BANIF, um banco que teve a intervenção divina do Estado português, com o nosso dinheiro divino (o dinheiro dos contribuintes) acaba de dar um prémio de mais de meio milhão de euros à gestora Conceição Leal,  pelo seu desempenho como administradora do BANIF no Brasil, que ao que se sabe, as coisas até correram mal e o banco vai retirar-se do mercado brasileiro  Ainda assim, entendeu-se que a gestora merecia este prémio a juntar aos cerca de 450 mil euros que aufere por mês. Não existem dúvidas absolutamente nenhumas de que a austeridade é só para uma parte da população. E não há dúvida também, que os banqueiros têm a grande parte da fatia de responsabilidade na crise do País! Mas coitadinho do Ulrich ao pé da Conceição Leal. Aguenta, Ulrich!

[info: Expresso]

Habemus papagaio


Este papagaio pequenino que esvoaça em torno do Governo e da cena política, que obteve o título de conselheiro no Conselho de Estado a convite do padrinho Cavaco sem nunca ter contribuído para nada de positivo ou algo de significativo para este País, mas, por ser esse mesmo conselheiro do Estado, escancaram-se-lhe as portas de uma rubrica sobre política num canal de televisão, onde disserta sobre o actual estado da nação, arrotando as suas sentenças. Hoje, para não variar de tom, falou sobre o já mais que vulgarizado caso das divergências e da falta de solidariedade entre os dois partidos da coligação. 
Pois é, enquanto houverem dois pequenos Governos a governar o País, não existirá nem estabilidade nem consenso. E enquanto houver indivíduos como Marques Mendes a gravitar no circo do aconselhamento político, a evolução será deplorável e miserável.
Marques Mendes esqueceu-se de criticar Cavaco Silva, que este sim, é o único responsável por o Governo Passos/Portas se manter ainda em actividade. Mas juntam-se os dois mandatos, o do PR e o do Governo, e só se estraga uma casa.
Na sua rubrica, Marques Mendes ainda profetizou que o seu padrinho no próximo Conselho de Estado quer debater o pós-troika (deve sair dali uma coisa esperta!) e estabelecer pontes e consensos com o PS, preparando o futuro, que facilmente se adivinha de executivo rosa-socialista.

[info: Público]

a preto-e-branco


saudade & nostalgia

[© fotografia: carlos - Abril 2013, c/ filtro Instagram]


sexta-feira, 17 de maio de 2013

Sem querer descriminar

Não sou contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. No que se refere à adopção de crianças por casais do mesmo sexo, sou absolutamente contra. Mais que uma vitória reforçando e impondo o lobbie gay, mais que um derrubar de muros que ditam certas leis e certas mentalidades dentro da sociedade portuguesa, mais que os direitos dos homens, eu penso nos superiores interesses das crianças. Alguém lhes pergunta se elas não se importam de ser adoptadas por dois homens ou por duas mulheres? Alguém quer saber se essas mesmas crianças não acham estranho e não lhes fará confusão este cenário ou este quadro, de certa forma, contra-natura? Existem tantos casais heterossexuais há tanto tempo à espera de adoptar crianças! É um assunto bastante delicado, e as crianças merecem um olhar bastante atento a esta enorme questão. Bastante mais importante do que uma simples vitória de um lobbie.

[info: Público]

Ideias desesperadas

Numa União Europeia desunida e destituída de qualquer consenso, onde todos sacodem as responsabilidades da violenta e desumana austeridade imposta aos países resgatados, depois de sucessivos mergulhos num oceano de caos, confusão, desordem, irresponsabilidade, etc., surgem as mais variadas ideias (por mais que descabidas que o sejam) com o objectivo de segurar uma UE presa por arames, ligada às máquinas em fase terminal. Se na Europa não existe união nem consenso, muito menos existirá em Portugal, um país à rasca e praticamente na bancarrota, a precisar, em muito curtos espaços de tempo, injecções de capital e de moral. Acabem com essa ideia de relançar a Europa, pois a Europa em formato de União está em falência técnica e desesperada para se libertar, há já muito tempo. Não prolonguem mais o sofrimento deste desastre chamado União Europeia.

[info: Público]

à sexta é com brinde!


Yuliya Snigir

Anti-depressivo

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Estou deprimido!


Estou deprimido... Enfim, estou cabeçudo! Não me apetecia escrever e muito menos abordar a vitória moral do Benfica. Não acredito em maldições. Não acredito em síndromes pós-90 min., como ontem um entendido afirmou. Na derrota de ontem frente ao Chelsea em Amsterdão na final da Liga Europa, o SL Benfica não foi inferior à equipa inglesa, antes pelo contrário, foi surpreendente! Apenas faltou a sorte para trazer felicidade à família benfiquista que bem merecia comemorar com os jogadores pela época que fizerem e nos brindaram. Mas como Jorge Jesus disse e bem, o futebol é ilógico.
Não gosto do sabor das vitórias morais. O Benfica não ganha campeonatos, não conquista troféus, mas ganhou uma equipa e um treinador (e isto tem qualquer coisa de vitória moral, eu sei). Eu que sempre fui um feroz crítico de Jorge Jesus, agora apelo para que ele fique. Não fazem muito sentido as suas declarações indicando o recuo e uma necessidade de repensar, pondo em causa a renovação. A não ser que isto tenha o dedo de Pinto da Costa, aliciando e tentando desviar o treinador do Benfica para a cadeira do poder. Parabéns ao treinador e aos jogadores do SL Benfica que ontem espalharam magia na Arena de Amsterdão, encolhendo e vulgarizando um milionário Chelsea! E PLURIBUS UNUM

[info: Público]

terça-feira, 14 de maio de 2013

E mais música...



Publico aqui uma pequena amostra do novo álbum (Like Clockwork) dos QOTSA que está aí à porta, a 2 de Junho. Kalopsia vai dar que falar!

Mentirosos, imbecis e senis

Ontem em Madrid, Passos Coelho disse que não existiam divergências no seio da coligação que governa Portugal. Hoje no Porto, Cavaco Silva afirmou que é preciso evitar "exposições públicas de divergências" na coligação. A imagem com que ficam lá fora (já não refiro cá dentro) do Governo e do Presidente da República, com este tipo de contra-informação, é de que Portugal vive em naufrágio absoluto, governado por mentirosos e imbecis. Até Cavaco Silva, que eu julgava o grande patrocinador e moderador da tentativa de concórdia e pacificação na coligação, a figura que insiste em não demitir este Governo de alto a baixo, insiste em segurar este moribundo em mãos, insiste em ser cúmplice desta palhaçada, teve um ligeiro espasmo cerebral que o arrancou momentaneamente do seu avançado estado de senilidade e admitiu que existem divergências, contudo, são para ser escondidas dos demais. Ou seja, o povo português tem de ser mantido em ignorância absoluta relativamente à crise política do seu próprio País. Realmente há limites de dignidade para tolerar esta gentinha.

[info: Público]

Concordância...



São os Deolinda, com um novo álbum, Mundo Pequenino, e a música que apresentam, não é uma crítica ao novo Acordo Ortográfico... Escutem com atenção a letra!

Granta Portugal


Capa do nº 1 da Granta Portugal

Faltam dez dias para ser posto á venda o nº1 do magazine semestral Granta. Um brit mag de culto, agora em versão portuguesa.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Oh si, cariño!


(fotografia: Rowan Corkill)

Em Portugal, toda a gente sabe que o Executivo está por um fio e que existem divergências na coligação. As notícias correm céleres, portanto, em Espanha, os espanhóis apenas confirmaram que Passos Coelho é um mentiroso.

[info: Público]

Excepcionalmente, o tanas!


O recuo e a cedência a título "excepcional" de Paulo Portas/CDS na taxa sobre pensões só vem confirmar (para aqueles assim mais distraídos e eventualmente com dúvidas residuais) um líder de partido e um parceiro de coligação que tem duas caras, e que joga simultaneamente em dois campos opostos, conforme o que ditam as vaidades do seu super-ego e conforme as conveniências. Portas fez o seu "joguinho" de chantagem para chamar a atenção, para pensarem que ele é a parte "boazinha" ou "caridosa" de uma das facções que governa. Mas foi encostado à parede, pressionado a desdizer-se e obrigado a vender-se (à troika). A imagem de intransigência que passou no comunicado de Domingo passado, empalideceu, e a sua figura política esbateu-se, enfraqueceu e ficou arrasada. O CDS, muito sucintamente, tem andado sempre a reboque do PSD em toda a sua existência, seja em coligações de governo, sejam em coligações para as Câmaras. Tem sido um pendura toda a vida.

[info: Público]

memento

"Portugal assemelha-se a um Titanic a naufragar em que resta no salão de baile um conjunto de lunáticos a dançar a valsa da austeridade."  Anónimo

sábado, 11 de maio de 2013

Matemática & esperança

E pronto. O clássico saiu favorável ao FC Porto que ganhou 2-1 ao Benfica já nos descontos, quando nem adeptos nem jogadores azuis-e-brancos acreditavam que fosse possível. Perder assim custa, mas é por isso que sou um apaixonado pelo futebol - devido à sua imprevisibilidade. O árbitro esteve bem, esteve limpinho. O Benfica esteve bem, mas nota-se falta de pernas em alguns jogadores. Jorge Jesus esteve apenas mal na terceira substituição, quando lançou Aimar. Podia ter metido Melgarejo como extremo no lugar de Ola John, pois o paraguaio sabe atacar bem e apoiava André Almeida na defesa.
Com este resultado, matematicamente, ainda é possível o SL Benfica chegar ao título, desde que o FC Porto não ganhe ao Paços de Ferreira na Mata Real, e claro, os encarnados vençam o Moreirense na Luz.
Senão, o País vai continuar deprimido e o PIB provavelmente irá descer.  

[info: Público]

Honrem os vossos antepassados


Cumpram o vosso dever!

[info: Público]

a preto-e-branco


postcard from Lisboa

[© fotografia: carlos - Abril 2013, c/ filtro Instagram]


sexta-feira, 10 de maio de 2013

Vale (mesmo) tudo!


Mais um que diz o que o povo gosta ou quer ouvir. Um cobardolas que esconde aquilo que sente e que não diz o que pensa. Na política vale mesmo tudo, até atraiçoar um "camarada" (mas faz bem em puxar mais brasas à fogueira, regá-la com mais combustível, que é para ver se arde tudo). Em nome de Gaia, que já estamos em campanha!

[info: Público]

Co-relações


Façamos um desenho à senhora Ministra: Será que [esta notícia] não terá relacionamento com [esta notícia]?...


(fontes: Diário de Notícias; Público)

Destruir o presente e o futuro pós-troika

Este Governo, insiste em governar ao sabor da inconstitucionalidade. De inconstitucionalidade em inconstitucionalidade. Agora fixou-se nos reformados e a perseguição tem sido violenta e fora-da-lei. Estes sacrifícios serão em vão. Mal servem para tapar os buracos colossais. Existe uma empresa do Estado, que os seus prejuízos derivados das negociatas das PPP´s ascendem a qualquer coisa como o equivalente a três BPN´s! E quem é que vai pagar, quem é?...

[info: Público]

à sexta é com brinde!


Linda Evangelista

Tentando controlar a ansiedade até amanhã...

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Sujinho, sujinho, sujinho!


Pedro Proença é o árbitro do clássico FC Porto-SL Benfica do próximo Sábado, e que poderá decidir o título de campeão desta época. Todos temos conhecimento da veia benfiquista deste árbitro, todos temos conhecimento do quão este árbitro tem sido prejudicial para os encarnados, todos temos conhecimento da empatia que Pedro Proença gera no universo benfiquista... A escolha deste árbitro só pode ser uma provocação insolente, uma sentença e condenação ao clube da Luz. Se eu fosse Pedro Proença declinava o convite para arbitrar este fervilhante jogo. Alegava qualquer coisa... nem que fosse uma indisposição. Que Deus o ajude!

[info: Público]

Rumo ao abismo!


Taxa de desemprego sobe para 17,7% - Público, 09/05/2013

Parabéns a este Governo! Parabéns aos partidos da troika!

[info: Público]

The National new single



O novo álbum dos The National, Trouble Will Find Me, está aí à porta... Fica aqui o single de apresentação Sea Of Love, um bom warm-up para o concerto em Novembro, no Pavilhão Atlântico. 

quarta-feira, 8 de maio de 2013

O melhor povo do mundo!


"Se tivéssemos de fazer reformas desta envergadura teríamos uma rebelião social." - Jean-Claude Juncker, 07/05/2013

Não é mesmo para todos! E há alguns que ainda são melhores que outros, pois destacam-se praticamente sempre como vítimas na espiral da austeridade.

Obrigado, Sir Alex! O verdadeiro Special One!


Alex Fergunson deixa de treinar o Manchester United no final desta temporada... Já tenho saudades! Obrigado Alex, por 26 anos de dedicação ao futebol como treinador, pelo clube que construíste, pelas equipas que fizeste, pela marca que deixas. Sim, tu és genuinamente especial! Na minha modesta opinião, o melhor treinador de todos os tempos.

[info: Público]

Pôr-se em bicos dos pés


Tozé Seguro anda a tentar promover a sua imagem para ver se alguém repara nele e o "compra". Primeiro tentou uma aproximação a François Hollande, que lhe deu com os pés. Agora tenta uma colagem aos sociais-democratas do SPD da Alemanha, apoiando o seu candidato a chanceler... Pobre cachorrinho, este Seguro!

[info: Público]

terça-feira, 7 de maio de 2013

Só nos resta ir ganhar ao Dragão!


Não tenho problemas em dizer que ontem fiquei à beira de um estado de choque devido ao empate do Benfica com o Estoril. Ir ao Dragão com quatro pontos de vantagem sobre o FC Porto seria bem mais confortável do que ir apenas com dois. O SL Benfica jogou bem, apesar de Jesus ter inventado um pouco, mais uma vez, deixando André Almeida de fora, por exemplo. No capítulo das substituições, errou na aposta do infantiloíde Carlos Martins, e no final da partida, e talvez devido ao desespero e à ansiedade de um empate no horizonte, Jorge Jesus esqueceu-se de meter uma última substituição - Ola John, por exemplo. Quanto ao Estoril-Praia, mereceu inteiramente o empate, no mínimo. A equipa canarinha, demonstrou o porquê de estar na sexta posição e a uma escassa vitória que lhe permite o acesso à Europa, deixando equipas como o Sporting ou o Rio Ave fora dessas aspirações. A equipa de arbitragem também esteve muito bem (à atenção do treinador do FC Porto).
Quanto ao Benfica, só lhe resta ir ao Dragão vencer o FC Porto e arrumar de vez com o campeonato. Defender os dois pontos, ou defender um empate não seriam boas opções. Ontem fiquei preocupado com Jesus, vi-o transtornado e transfigurado, alguém que não contava com este deslize. Jesus agora tem de ter personalidade e não se amedrontar pelo facto de ir jogar ao Dragão com o mais directo adversário à conquista do título. Tem de transmitir tranquilidade aos seus jogadores. O SL Benfica tem de estar em perfeitas condições anímicas, mais que físicas até, para vencer o ambiente e a equipa azul-e-branca. Pessoalmente, não me cabe na cabeça, nesta altura do campeonato, perdê-lo para os tripeiros. Seria bonito e teria um sabor especial o SL Benfica vencer o FC Porto no Dragão, conquistando e comemorando lá o título. Eles até podiam desligar as luzes e ligar os aspersores de relva. Força, Benfica! É para comer a relva!

[info: Público]

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Paulinho das Feiras no seu melhor


Cheguei da praia e liguei o televisor nas notícias e lá estava Paulo Portas. Ia começar a falar, por momentos até pensei que se ia demitir. Mas não. Esteve para ali meia-hora a debitar no seu jeito polido e estudado, para comunicar ao País, ou para tentar fazer passar ao povo, a imagem de consenso, de coesão, e união no interior do Governo. No comunicado, teve que acrescentar ainda que não concordava com algumas ideias defendidas por outros parceiros de coligação, para equilibrar a coisa, mas que foi responsável por mostrar outros caminhos, abrir outros horizontes menos amargos, menos tortuosos e sinuosos, mas inevitáveis para os portugueses.
Bom, sendo assim, se existe consenso e união entre as duas facções do Governo, Cavaco Silva escusa de convocar um Conselho de Estado (que foi anunciado por Marques Mendes) para tentar apaziguar as divergências entre algumas figuras do Executivo, como se tem falado por aí.

adenda ao post: Nas várias reacções ao comunicado de Portas, concordo inteiramente com a do porta-voz do PS, João Ribeiro, quando este afirma que "Portugal tem dois pequenos Governos".

[info: Público]

memento

"Oh, a serena harmonia que emana das coisas feitas para se unirem!"  Confúcio

sábado, 4 de maio de 2013

Nós sabemos o que é isso, ó Nogueira!


Sei bem como Nogueira Leite se deve estar a sentir. Passos Coelho, mesmo antes de ser eleito, também nos prometeu que não ia cortar no subsídio de Natal nem aumentar os impostos e, logo após à sua eleição, descomprometeu-se com tudo!

[info: Público]

a preto-e-branco


Lisboa velha

[© fotografia: carlos - Abril 2013, c/ filtro Instagram]


sexta-feira, 3 de maio de 2013

Um hábito com intervalos cada vez mais reduzidos


Passos Coelho, à hora marcada, apresentou a Reforma do Estado ao País. Muito paleio introdutório, para resumir a coisa a isto: Mais austeridade, mais impostos, mais cortes, mais medidas, mais desemprego, mais sacrifícios, mais pobreza... para não variar, esta panóplia recai sempre sobre os habitués do costume.
O que há para dizer sobre este hábito que se tem tornado bastante regular e que são as comunicações do primeiro-ministro ao País, para nos dar a conhecer mais uma etapa da interminável austeridade? Nada! Nada se pode acrescentar ao que já foi acrescentado noutros momentos. As reacções através das palavras, já não bastam!

[info: Público]

à sexta é com brinde!


Beatrice Chirita

Piu bella cosa